Portaria 1: Av. Príncipe de Gales, 821,
Portaria 2: Av. Lauro Gomes, 2000

(11) 4993-5400
fmabc@fmabc.br

Categoria:

{fastsocialshare}

“Doutor, eu tenho Angioedema Hereditário” é uma publicação gratuita do Grupo de Estudos Brasileiro em Angioedema Hereditário (Gebraeh)

Médica pediatra, professora de Alergia e Imunologia do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), Dra. Anete Sevciovic Grumach está entre as especialistas coordenadoras do livro “Doutor, eu tenho Angioedema Hereditário” – publicação recém-lançada pelo Grupo de Estudos Brasileiro em Angioedema Hereditário (Gebraeh) e que acaba de ser disponibilizada gratuitamente para download na internet.

Com 76 páginas, linguagem acessível, fotos e ilustrações, a obra também é assinada pelas doutoras Solange Valle, Faradiba Serpa e Fátima Emerson. O lançamento oficial ocorreu em 26 de setembro, em Florianópolis, durante o Congresso Brasileiro de Alergia e Imunologia. Já a versão on-line em PDF ficou disponível no final de outubro, com download gratuito no site da Fundação do ABC, a partir do link: https://bit.ly/2MVvEhI.

ANGIOEDEMA HEREDITÁRIO
O angioedema hereditário (AEH) é uma doença genética hereditária que atinge ambos os sexos. Os portadores apresentam episódios recorrentes de inchaços ao longo da vida, com crises que podem ocorrer de forma espontânea ou em decorrência de fatores desencadeantes, como traumas no local, infecção, alterações hormonais ou cirurgias. O inchaço pode acometer tecidos subcutâneos das mãos, dos pés, da face e dos órgãos genitais, bem como nas mucosas do trato gastrintestinal, da laringe e de outros órgãos internos como o intestino, por exemplo.

“O inchaço que atinge a face, os genitais, as mãos e os pés é geralmente doloroso, desfigurante e debilitante para os pacientes. Já os inchaços abdominais causam dor intensa, náusea, vômito e diarreia, muitas vezes envolvendo acúmulo de líquido no interior do abdômen e perda excessiva de fluídos do plasma”, explica Dra. Anete Grumach, que completa: “As crises de edema laríngeo podem levar ao fechamento das vias áreas superiores e podem ser potencialmente fatais, levando à morte por asfixia. Este quadro é conhecido como ‘edema de glote’, com taxa de mortalidade estimada em 40% nos casos não tratados”.

A estimativa de prevalência do angioedema hereditário é de um caso em 50 mil indivíduos, sem diferenças entre gêneros ou grupos étnicos. Visto que se trata de doença rara – corresponde a aproximadamente 2% dos casos clínicos de angioedema – e devido a apresentação clínica variável, geralmente é mal diagnosticada e, consequentemente, subdiagnosticada.

Categoria:

{fastsocialshare}

Evento solene na sexta-feira (25/10) terá presenças dos prefeitos do ABC e do governador de São Paulo; festa no sábado (26) reunirá 1.800 pessoas no Expo Barra Funda

Outubro de 2019 está sendo marcado por muitas comemorações e homenagens pelos 50 anos da Faculdade de Medicina do ABC – hoje Centro Universitário Saúde ABC. A solenidade oficial pelo Jubileu de Ouro ocorrerá nesta sexta-feira (25/10), a partir das 19h, no Centro de Formação dos Profissionais da Educação de São Bernardo do Campo, o Cenforpe. Com apresentação musical do maestro João Carlos Martins e Orquestra Fundação Bachiana, o evento tem presenças confirmadas dos prefeitos Paulo Serra (Santo André), Orlando Morando (São Bernardo) e José Auricchio Jr. (São Caetano), e do governador João Doria, entre outras autoridades, que serão recepcionados pelo reitor Dr. David Everson Uip.

Com previsão de 1.500 convidados, será uma noite especial, com muitas homenagens, lembranças de momentos marcantes e entrega da Medalha João Ramalho pela Câmara Municipal de São Bernardo.

JANTAR E ‘PARALAMAS’
A programação científica não poderia ficar de fora das comemorações do Jubileu de Ouro – afinal, o ensino, a pesquisa e a assistência constituem o tripé que sustenta FMABC desde a fundação em 1969. Dessa forma, no sábado, dia 26 de outubro, das 9h às 13h, o campus universitário receberá evento científico para 1.000 pessoas. Serão diversos simpósios e atividades conduzidas pelas disciplinas nos anfiteatros da instituição, que reunirão docentes, alunos e ex-alunos.

Também no sábado, à noite, haverá uma grande celebração no Expo Barra Funda, na Capital. Em parceria com a Associação dos Ex-Alunos (ASSEX), cerca de 1.800 convidados são esperados para a Festa de 50 Anos da Faculdade de Medicina do ABC que, além do jantar, terá como atração musical Os Paralamas do Sucesso. Os convites estão esgotados.

Para a próxima semana, dia 29 de outubro (terça-feira), a Prefeitura de São Caetano e a Fundação Pró-Memória programaram homenagem à FMABC. O evento ocorrerá a partir das 11h no Cecape - Centro de Capacitação dos Professores da Educação (Rua Tapajós, 300, Bairro Barcelona).

MOMENTO HISTÓRICO
O ponto de partida das comemorações ocorreu em 10 de outubro, com o lançamento do livro “FMABC 50 anos: Histórias e memórias”. O evento na Livraria da Vila do Shopping JK reuniu centenas de ex-alunos. Na semana seguinte, no dia 14, a faculdade foi homenageada na Câmara Municipal de São Caetano do Sul, em ato solene proposto pelo vereador Pio Mielo.

 

Categoria:

{fastsocialshare}

Exemplo de superação, Mary Temple Grandin foi diagnosticada com autismo na infância. Hoje, aos 72 anos, é autoridade na área de saúde animal e revolucionou a indústria agropecuária dos Estados Unidos

O Núcleo Especializado em Aprendizagem do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (NEA-FMABC) organiza nesta sexta-feira (18 de outubro) a sexta edição do “CINENEA” – atividade cujo objetivo central é proporcionar encontros educativos e lúdicos, assim como a troca de informações e experiências dentro de temas diversos nas áreas de educação e saúde. O filme escolhido para a oportunidade é “Temple Grandin”, que possibilitará reflexões acerca do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A sessão de cinema terá início às 18h50, no Anfiteatro David Uip, no próprio campus universitário da FMABC (Av. Lauro Gomes, 2.000 - Santo André/SP). As inscrições são gratuitas pelo endereço: www.fmabc.br/cinenea.

“O filme retrata a biografia de Mary Temple Grandin, uma norte-americana diagnosticada com autismo ainda na infância e exemplo de superação. Com apoio da escola e dedicação pessoal, ela chegou à universidade e se formou em Psicologia. Contudo, sua grande paixão, habilidade e sensibilidade estavam no tratamento de animais. Ela cursou mestrado em Zootecnia na Universidade Estadual do Arizona e desde 1989 é Ph.D. em Zootecnia pela Universidade de Illinois. Hoje, aos 72 anos de idade, é palestrante, autora de livros e considerada autoridade mundial na área de saúde animal, tendo revolucionado as práticas de cuidado em fazendas e abatedouros dos Estados Unidos”, descreve a psicóloga e psicopedagoga Alessandra Bernardes Caturani Wajnsztejn, coordenadora do NEA-FMABC.

O CINENEA tradicionalmente reúne profissionais da área multidisciplinar, entre os quais neuropediatras, pediatras, professores, diretores e coordenadores de escolas, familiares de alunos com dificuldade de aprendizagem ou não, assim como crianças e adolescentes interessadas no tema.

“A intenção é trocar informações de forma lúdica com colegas de área e demais interessados nos temas escolhidos, evitando a propagação de conceitos inadequados. Queremos contribuir na divulgação de informações, mostrar que as dificuldades escolares podem ou não estar relacionadas aos transtornos de neurodesenvolvimento, e que hoje temos avaliações e tratamentos extremamente eficazes para auxiliar as crianças”, informa a equipe do NEA-FMABC.

SUCESSO DE PÚBLICO
A primeira edição do CINENEA ocorreu em novembro de 2015 com o filme “O Segredo”, cujo tema central é o transtorno de leitura e escrita – a Dislexia. Em fevereiro de 2016, a segunda edição destacou “Como estrelas na terra”, cuja história aborda os temas dislexia, ansiedade, depressão, desatenção e agitação. “Um sorriso tão grande quanto a lua” marcou o 3º CINENEA, em junho de 2016, ao falar sobre os desafios de um professor frente a uma turma de alunos com diagnósticos de ansiedade, síndrome de Tourette, dislexia, síndrome de Down, superdotação e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Baseado em uma história real, o filme “Mãos talentosas” foi destaque da quarta edição, em junho de 2017, mostrando a trajetória de Ben Carson, um neurocirurgião que ficou mundialmente famoso ao separar gêmeos siameses unidos pela cabeça. Em setembro de 2018, o 5º CINENEA exibiu “O jogo da imitação”, que possibilitou reflexões acerca de temáticas como discriminação, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), superdotação e bullying.

 

Categoria:

{fastsocialshare}

Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Poggio

Smanio, e prefeitos Paulo Serra, Orlando Morando e José Auricchio Jr.

estarão na FUABC na quinta-feira, dia 10 de outubro, às 10h

A Fundação do ABC (FUABC) assinará em 10 de outubro (quinta-feira), às 10h, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado de São Paulo. Trata-se da primeira fundação do Estado a assinar um TAC e vinculá-lo ao programa interno de boas práticas, o compliance. A solenidade ocorrerá no campus universitário da Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), em Santo André, com presenças do Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Poggio Smanio, dos prefeitos dos municípios instituidores da FUABC, Paulo Serra (Santo André), Orlando Morando (São Bernardo do Campo) e José Auricchio Júnior (São Caetano do Sul), do presidente da FUABC, Dr. Luiz Mario Pereira de Souza Gomes, e do Reitor da FMABC, Dr. David Everson Uip, entre outras autoridades.

Conforme detalhado já nas primeiras linhas do TAC, o acordo objetiva fortalecer o planejamento, a eficácia e a execução de um Programa de Compliance na Fundação do ABC e em todas as unidades gerenciadas, com propósito de promover maior fiscalização, legalidade, eficiência, moralidade e impessoalidade na gestão administrativa do ente fundacional, instituindo e promovendo a adequação das práticas da FUABC aos princípios constitucionais da Administração Pública. Por sua vez, o compliance consiste na adoção e observância do conjunto de mecanismos e procedimentos internos de integridade, auditoria e incentivo à denúncia de irregularidades, e na aplicação efetiva de códigos de ética e de conduta, políticas e diretrizes, com objetivo de evitar desvios, fraudes, irregularidades e atos ilícitos.

“A Fundação do ABC e o Ministério Público do Estado de São Paulo desenvolveram um modelo inovador de parceria, que traz a segurança de um programa interno de boas práticas, o compliance, respaldado em um termo externo, o TAC, o que assegura a aplicação prática do pacto. As disposições trazidas nestes instrumentos vinculam juridicamente a FUABC por prazo indeterminado, certificando que as ações serão perpetuadas nas próximas gestões, independentemente de quem esteja à frente da Presidência, dos hospitais e de todas as unidades de saúde administradas. Este é o início de um caminho muito importante e todos os dirigentes e funcionários estarão sujeitos às regras acordadas com o MP”, informa o presidente da FUABC, Dr. Luiz Mário Pereira de Souza Gomes.

Para o dirigente, trata-se de um marco na história da entidade. “O acordo coloca a FUABC num patamar diferente. É a prática da saúde por uma fundação mais abrigada e mais estabelecida dentro de conceitos técnicos e eficientes. Subimos degraus de qualidade, gestão, respeito a regras, convivência e de responsabilidade com a Saúde Pública. É uma alavanca para o futuro e um compromisso social que assumimos com a população que utiliza o Sistema Único de Saúde”, reforça Dr. Luiz Mário.

PROTOCOLO DE INTENÇÃO

As tratativas para o acordo tiveram início há um ano, em outubro de 2018, quando a Fundação do ABC assinou um Protocolo de Intenção junto ao Ministério Público, objetivando a construção de um planejamento interdisciplinar de gestão administrativa e o alinhamento permanente das práticas aos princípios constitucionais da Administração Pública – tendo em vista que, a despeito do regime jurídico privado, a entidade recebe verba pública destinada à execução de sua atividade-fim.

Desde então, FUABC e MP vêm trabalhando em conjunto para alinhar o texto final do Termo de Ajustamento de Conduta. Entre as medidas contempladas estão o aumento da segurança jurídica institucional e a ampliação dos mecanismos de controle junto às unidades de saúde gerenciadas por meio do instrumento de compliance – ou seja, as normas de boas práticas que estarão vinculados ao TAC.

“Todos os dirigentes e funcionários devem estar absolutamente alinhados à política de boas práticas da Fundação do ABC. Com o instrumento de compliance, vinculamos os gestores às suas respectivas funções e a limites financeiros, orçamentários, de recursos humanos, no cumprimento de metas, nas tomadas de preços para processos de compras e contratações de serviços, entre outros elementos, cláusulas e obrigações. O objetivo é garantir que todos realizem suas atividades de maneira responsável, alinhados às diretrizes da FUABC”, completa o presidente da FUABC.

SERVIÇO

A assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta da Fundação do ABC com o Ministério Público do Estado de São Paulo ocorrerá na quinta-feira, 10 de outubro de 2019, às 10h, no Anfiteatro David Uip da Faculdade de Medicina do ABC (Av. Lauro Gomes, 2.000, Vila Sacadura Cabral, Santo André - SP).